COMO ALAVANCAR A SUA CARREIRA MUSICAL

Artistas independentes sempre tiveram grandes dificuldades para atuar no mercado profissional, em especial por causa da centralização dos meios de produção e distribuição, mas também por causa do mercado brasileiro, que ainda não se convenceu da importância da arte para o desenvolvimento social. Esta situação fica ainda pior quando o artista independente, sem nenhum suporte de empresas, gravadoras, editoras e afins, apresenta seu trabalho de maneira inconstante e amadora. A equação é simples, mercado parco e conservador, somados a artistas independentes com nível amador de execução de trabalho. Esta fórmula gera condições para as grandes empresas ligadas ao mercado cultural apresentarem artistas de apelo popular e, em geral, de baixa qualidade técnica e artística. Na música, este cenário é bastante evidente. Artistas realmente talentosos, que estudam, se dedicam e produzem música de alta qualidade vivem a margem do chamado “mainstream”, realizando trabalhos pequenos e, como dizem no dito popular, “matando um leão por dia”, muitas vezes desenvolvendo atividades paralelas. Por outro lado, vemos semanalmente explodir “sucessos” volúveis ao ritmo da moda, que em geral duram pouco menos do que 15 dias na vitrine e, habitualmente, os protagonistas dessa realidade são artistas de qualidade duvidosa, com suporte de grandes corporações e gente com “bala na agulha”, ou seja, com muito dinheiro para investir e, consequentemente, com grandes expectativas de retorno dos investimentos. São poucos os artistas independentes que mantêm a produção e a apresentação de seu trabalho de modo profissional e constante.

Como fazer então para que músicos (e bandas) independentes consigam melhores resultados com trabalhos honestos e de qualidade? A resposta não é simples, em especial por conta do mercado, mas observar algumas diretrizes pode ajudar a administrar melhor a carreira e transmitir profissionalismo na hora de vender o seu trabalho, sua música.

Quando falamos de carreira artística em música, pensamos logo no desenvolvimento técnico, teórico e estético do artista, horas de estudo ao instrumento, lições de teoria e ensaio de repertório. Este é o ponto de partida fundamental, entretanto, muitos outros aspectos estão envolvidos quando falamos de gerenciamento de carreira artística, em especial para o artista independente, sem o suporte de grandes empresas. Nesse caso, um consultor da área pode ajudar a traçar metas, objetivos e estratégias de realização dos diferentes aspectos que envolvem a carreira de um artista/músico independente.

A seguir alguns pontos que devem ser levados em conta na hora de projetar uma carreira artística promissora:

– Estude com objetivo, de acordo com seus interesses artísticos: todo o conhecimento que você puder adquirir é valido e necessário, mas vale a pena traçar um plano de estudo adequado com suas aspirações artísticas. Isso ajuda a otimizar o tempo e a construir um desenvolvimento consistente e linear.

– Crie novas músicas: sempre crie e produza músicas novas, músicas que exponham seu desenvolvimento técnico e suas reflexões sobre diferentes questões da vida. Tocar sempre as mesmas músicas nas apresentações pode ser um obstáculo, e a inclusão de uma ou duas músicas no repertório certamente vai trazer novo impulso e energia para o seu show.

– Atualize constantemente o seu website ou blog: como o repertório, o site também fica obsoleto rapidamente. Não precisa operar mudanças estruturais no site a cada semana, basta incluir uma nova foto, um novo artigo, vídeos e conteúdos digitais diversos para estimular a visitação regular do site. Atualizar agenda de shows também é fundamental.

– Conecte o site e seus conteúdos as redes sociais: faça as atualizações do site serem vistas, e para isso utilize a divulgação via facebook, twitter, orkut, Google + e etc. Todas estas plataformas (incluindo o próprio site) devem trabalhar em conjunto, integradas e de modo colaborativo, de preferência em efeito cascata, atualizou um, atualize todas.

– Interaja com seus fãs: aproveite as redes sociais e não deixe seus fãs apenas como espectadores passivos da sua produção musical, faça perguntas, crie discussões e promova o debate entre você e eles. Este tipo de interação cria relacionamentos, e relacionamentos levam a uma boa divulgação boca a boca, além de reconhecimento e empatia. Lembre-se de promover diálogos de assuntos diversos, de fora de sua produção artística, isso ajuda a conhecer seus fãs e estreitar vínculos.

Estes são apenas alguns passos que podem alavancar a sua carreira musical, muitos outros aspectos estão em jogo também, mas o principal, pode ter certeza, é a paixão pelo o que faz, a paixão pela música.

Aproveite e comente abaixo o que você pensa sobre administração de carreira artística. Quais os principais obstáculos que um artista encontra atualmente? Como você cria estratégias para movimentar a sua carreira, e quais são elas? Um grande abraço.

Roberto Votta

Gostou desse artigo? Compartilhe: